41º Rally de Portugal

Aquele que foi em tempos considerado, e bem, por muitos como o melhor rally do mundo está de volta ao campeonato do mundo, falo claro do Rally de Portugal. Este ano a sua 41ª edição arrancou com uma autêntica prenda para os fãs, a super especial no Estádio do Algarve, a qual infelizmente não pude ir ver, e percorre até domingo os sinuosos traçados escolhidos pelo ACP no Algarve e Alentejo, terminando com nova super especial no Estádio do Algarve, esta sim não perderei, para novo deleite de um dos melhores públicos que o WRC conhece por todo o mundo, e ao qual pilotos como Marcus Gronholm, Sébastien Loeb ou Mikko Hirvonen, os 3 melhor classificados no mundial, decerto não desapontarão.

 

Para mim, um incondicional fã destas andanças, a tarde de hoje foi óptima. Pude ver in loco num fantástico local, obrigado Bruno, todos os referidos e mais, muitos mais, à mistura com grande companheirismo entre todos os que lá nos deslocámos e uma bela chouriça e um pãozinho caseiro, que português que é português vai para todo o lado com o seu belo farnelito, só nos faltou mesmo levar umas mines e umas cadeirinhas daquelas que os velhotes levam para o Santuário de Fátima.

 

 

Por agora ficam aqui algumas fotos tiradas hoje na Serra o Caldeirão, e a promessa que virão outras da super especial de domingo.

(Sébastien Loeb)

 

(Armindo Araújo, que mais parecia que tinha ido à caça…)(Mikko Hirvonen)

(Jari-Matti Latvala)

Morrer. Paz.

A paz da vida é longa.

A vida é curta.

Triste quem morre sem viver.

Parece que eu o sou.

Aquela janela aberta e eu não olhei.

Prefiro a cabeça na areia.

Prefiro alhear-me.

Calor intenso

e dor escaldante.

Estou doente.

Magoa-me.

Contraditório, pensar preferi-la a outra.

Imagino-me morto, sem casa

despido e sem lar.

O corpo cinza e a alma flutua.

A vida em prosa

e a poesia sofrida.

Sentimento quente, ardente.

Silêncio vazio

e o teu adeus.

Opium

Pessoa elevado a um outro patamar. Soberbo

E já agora fica aqui também o link para o site dos Moonspell e aqui uma ligação a mais um excelente trabalho de uma das melhores bandas portuguesas.

‘tás na boa!

Porque estas merdas nem comentário tem.

dsc00097.JPG

(Cliquem na foto para a maximizar que eu recuso-me a colocá-la para além de thumbnail)

 

Mulher

338731.jpg

 

 

Coloquem alguma imagem mais pornográfica que vos possa assolar de parte e deliciem-se somente com a maravilha que é o corpo feminino e como a fotografia tão bem o eleva.

Foto in Olhares

Abraços Gratuitos

Se já mais de 12 milhões de pessoas em todo mundo viram este vídeo, é porque decerto algo de inspirador ele terá. Abdico de dar a minha opinião sobre o mesmo, mas ainda assim aqui fica para quem o quiser (re)ver.

Talvez fosse melhor antes, digo eu.

Formação vai ser obrigatória para funcionários com mau desempenho

 Os funcionários públicos que venham a receber uma classificação de desempenho negativa vão ser obrigados a frequentar acções de formação profissional. Esta é a principal novidade da quarta e última versão do documento de princípios orientadores da reforma do sistema de vínculos.

 in Diário de Notícias

Indescritível

Há experiências que nos fazem vibrar. Outras há que nos tornam, ainda que por meros segundos, verdadeiramente vivos. Há experiências apenas e só indescritíveis. Conduzir uma Suzuki GSXR1300 Hayabusa Turbo é isso mesmo, indescritível.
Esta mota consegue atingir qualquer coisa como 360Km/h. e ainda dar um pouco mais de si, qualquer coisa como mais 1000 rotações/m., e só por aí já podem ver o quão diferente é conduzir algo assim comparado a tudo aquilo que podem imaginar.
Com um preço bastante acessível, espero por alturas de veraneio poder, eu mesmo, ter em minhas mãos este colosso da engenharia mecânica, e se após isso deixar de por aqui vir, então despeço-me da vida (sim porque tenho toda a consciência que é poder a mais nas minhas tresloucadas mãos) com um sorriso nos lábios, por ainda que por breves momentos ter podido conduzir a mota dos meus sonhos.

(Como podem ver o velocímetro já está no nó, e o motor ainda tem mais 2000 R/m. para dar. E só um aparte, o velocímetro de fora, isto é aquele que nesta foto é visível, está em milhas e não em quilómetros)

Gina – Histórias Sexy Internacionais

Rapaziada, já pensaram como seria no tempo dos vossos pais para se encontrar aquilo que agora está ao alcance de meia dúzia de cliques? Falo de pornografia claro.

Pois aqui no Zurraria como claramente todos temos idades avançadas, que variam entre os 5 e 8 anos, quisemos elucidar-vos de como seria em tão fatídicos tempos o material pornográfico disponível para a malta, e desta feita melhor exemplar não há que a Gina, revista incontornável no que a este mundo diz respeito. Podem reparar que a qualidade não era algo em que os produtores estivessem muito interessados, como o demonstra a péssima fixação das cores. Mas no fundo é sexo, e isso é que interessava. E como isso é que interessa chega de palavras sem jeito, e passemos lá (calma que não pode ser nada muito explicito) às imagens.

( Porra que medum! Mas é suposto isto ser sexy?)

Uma capa com uma apresentação maravilhosa, e que ainda assim vendia, e reparem no vocabulário empregue. Tão bem que soam expressões como “vir-se” ou “ferramenta”. Simplesmente genial.

Posto isto só tenho uma coisa a dizer, ainda bem para todos aqueles que não passam sem a sua pornografia que estamos na era da internet.

Evoluir

Aqui fica uma questão incontornável.

A tecnologia que construirmos estará para sempre impregnada de humanismo. Deixando de sermos meros humanos, ou seja destruindo a nossa espécie (física), delegaremos o futuro nas mãos de seres desprendidos da complexidade biológica. Isto poderá permitir que possamos evoluir de forma imaterial, apenas como seres pensantes. Evoluindo sem amarras fisiológicas. Atingindo um verdadeiro estado Dharma.
Mas, sem morte à vista, pergunto, evoluir para onde? para quê? e porquê?

Nelson Zagalo

in VIRTUAL ILLUSION